Notícias

Exportações de móveis sobem 6,3% em 2017

As maiores contribuições mais uma vez vieram de Santa Catarina (36,3%) e Rio Grande do Sul (29,4%)


De janeiro a outubro, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), as vendas de móveis ao exterior subiram 6,3%, considerando a NCM de 8 dígitos. As maiores contribuições mais uma vez vieram de Santa Catarina (36,3%) e Rio Grande do Sul (29,4%) do total do País. Santa Catarina ampliou sua participação em 1,7 ponto percentual e o Rio Grande do Sul recuou 0,7 p.p. no período. Os dois estados respondem por dois terços das exportações brasileiras, que de janeiro a outubro totalizaram U$ 515,7 milhões, alta de 6,3% sobre o mesmo período de 2016.

 

As maiores contribuições vieram dos Estados Unidos (U$ 136,1 milhões), Reino Unido (U$ 58,0 milhões) e da Argentina (U$ 45,6 milhões). Mas apenas os Estados Unidos registraram elevação nas compras com 23,1% no período. As vendas para o Reino Unido caíram 17,0% e para a Argentina diminuíram 11,9%. Estes três países representam 46,5% do total, valor que representa alta de 0,9 ponto percentual em relação ao período anterior, o que significa mais concentração.

 

No lado das importações, os primeiros 10 meses deste ano registram elevação de 15,5%, com U$ 448,4 milhões ante U$ 388,1 milhões em 2016. Da China vieram U$ 143,7 milhões (32% do total), alta de 32,6% na comparação com o mesmo período do ano passado.

 

O superávit da balança comercial do setor moveleiro chega a 15% até outubro.




Continue recebendo as melhores informações do setor moveleiro

ASSINE NOSSA NEWS