Notícias

Produção de móveis dispara em outubro

Setor teve a maior alta deste 2006 na base de comparação mês sobre o mesmo mês do ano anterior


Em outubro de 2017, a produção industrial nacional teve acréscimo de 0,2% frente a setembro, na série com ajuste sazonal. Este foi o segundo resultado positivo seguido, acumulando ganho de 0,6% em dois meses. Na série sem ajuste sazonal, no confronto com outubro de 2016, a indústria cresceu 5,3%, sexta taxa positiva consecutiva e a mais elevada desde abril de 2013 (9,8%). Assim, o acumulado do ano teve alta de 1,9%. Já o acumulado nos últimos doze meses avançou 1,5%. Foi o segundo resultado positivo consecutivo e o mais elevado desde março de 2014 (2,1%).

 

Móveis tem alta de 17,8%

A produção de móveis vem experimentando acréscimos importantes nos últimos meses. Em agosto a alta foi de 11,9%, em setembro mais 9,6% e no mês de outubro 17,8% - a maior alta registrada nesta base de comparação (mês sobre o mesmo mês do ano anterior) desde 2006. Naquele ano o mesmo trimestre registrou expansão de 15,8% em agosto, 23,5% em setembro e 22,7% em outubro.

 

A elevação forte no trimestre alterou significativamente o quadro do acumulado no ano. De janeiro a agosto a alta era de 0,6%; até setembro, 1,6% e nos 10 primeiros meses do ano, expansão de 3,3%.

 

No acumulado de 12 meses até agosto havia recuo de 1,6% na produção de móveis. Em setembro equilibrou com os 12 meses imediatamente anteriores e passou para o terreno positivo em outubro com acréscimo de 2,3%.

 

Na comparação com o mês imediatamente anterior, a produção de móveis em outubro oscilou positivamente em 2,4%.




Continue recebendo as melhores informações do setor moveleiro

ASSINE NOSSA NEWS