Notícias

Via Varejo dá sinais de retomada no mercado

Venda da empresa não é descartada, mas o processo está sendo conduzido sem pressa


Assim como o Magazine Luiza, a Via Varejo - divisão de móveis e eletro do grupo francês Casino, dono do Pão de Açúcar - dá sinais de retomada. Desde o início do ano para cá, o valor de mercado da varejista quase dobrou - saltou de R$ 4,6 bilhões para R$ 8,2 bilhões. Embora seja a maior companhia do setor em faturamento, seu valor de mercado está abaixo do Magazine Luiza, hoje em R$ 13,2 bilhões.

 

Segundo o analista do Brasil Plural, Guilherme Assis, o valor de uma companhia reflete o que o mercado vê de perspectivas para o futuro, além do raio X atual. “A Via Varejo está se recuperando, assim como outras do setor, com a perspectiva de que o pior da crise já saiu. Mas a empresa teve uns tropeços. O lado positivo é a melhora nas vendas, uma parte por conta do FGTS inativo, embora esse fator não seja mensurável” afirma Assis.

 

No final de 2016, o GPA decidiu vender a Via Varejo devido a crise do País e do setor, mas o processo está lento. Houve interesse de vários grupos no início do ano e até de Michel Klein - herdeiro da Casas Bahia, mas as conversas não avançaram. Apesar dos sinais de melhora, a venda da Via Varejo não é descartada, mas a empresa diz que o processo de venda está sendo conduzido sem pressa.

 

Com informações da Época Negócios




Continue recebendo as melhores informações do setor moveleiro

ASSINE NOSSA NEWS